Inflação da zona do euro em março é confirmada em 1,5%, núcleo é revisado para cima

Inflação da zona do euro em março é confirmada em 1,5%, núcleo é revisado para cima

Reuters

O núcleo da inflação na zona do euro ficou acima do inicialmente previsto em março, informou nesta quarta-feira a agência de estatísticas da União Europeia, confirmando a estimativa para o número cheio.

A Eurostat confirmou que a inflação em março nos 19 países que usam o euro desacelerou a 1,5 por cento sobre o ano anterior, contra a máxima de quatro anos de 2 por cento registrada em fevereiro.

Mas o núcleo da inflação, que exclui os preços voláteis de energia e alimentos não processados e que o Banco Central Europeu (BCE) monitora de perto, foi revisado a 0,8 por cento em março sobre o mesmo período do ano anterior, contra estimativa anterior de 0,7 por cento.

Entretanto, o núcleo permaneceu abaixo dos 0,9 por cento registrados em fevereiro.

Na base mensal, a inflação foi de 0,8 por cento, em linha com as expectativas, enquanto o núcleo da inflação avançou 1,2 por cento, abaixo dos 1,3 por cento esperados em pesquisa da Reuters.